Seguidores

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Em chamas


Em chamas



Até nos dentes tenho desejos
Morder tua nuca, pura paixão
Quero você queimando, união
Em chamas sem aviso, purificação
Essa espera de presente todos os beijos

Eu chego roubo você inteira
Com pura paixão sem pudor
Não só minhas loucuras
E sim nossas desvairadas
Fantasias em sinergia

Teus gemidos serão ouvidos
Tua volúpia desenvolvida
O prazer já vem do olhar
Pois na alma de intransitivo
Eu não sou bandido

Sou o menino que teu corpo
Recebe e deixa ser invadido
No meu peito descansa
Depois dos enlaces você é mansa
E se ajeita e o amanhecer
É ânsia

Ulisses Reis®
18/07/2010

Um comentário:

Mel dupla personalidade disse...

Em chamas ...
maravilhoso poeta!
Boa sorte no teu blog
Se cuida.
BJS DCOES